Aguarde...

CECGP

SVT Consultores
CECGP

A política como ela é: denúncia forte de ação da Rede Globo contra presidente Michel Temer

11 de Julho de 2017
Compartilhar

Hildo Rocha é um político muito experiente, bem articulado, e principalmente bem informado para ter inventado um factóide envolvendo o deputado-relator Sérgio Zveiter, sua família e a Rede Globo...


  • Imagem

 A política como ela é: denúncia forte de ação da Rede Globo contra presidente Michel Temer

 

Texto de Ribamar Corrêa

 

Em meio a uma enxurrada de pronunciamentos de ataque e defesa, ao jogo exibicionista, às agressões descabidas e à manipulação que movimentaram a sessão da CCJ da Câmara dos Deputados em que o relator Sérgio Zveiter apresentou seu relatório e parecer favorável a que a Câmara dos Deputados autorize a investigação contra o presidente Michel Temer (PMDB), coube ao deputado maranhense Hildo Rocha (PMDB) fazer uma revelação que pode ser encarada como a chave para as respostas de quem suspeita de que o presidente da República está sendo vítima de uma armação. Hildo Rocha surpreendeu meio mundo ao levantar a grave afirmação de que o relator estaria fazendo as vezes de pau mandado e que o seu manipulador seria a Rede Globo.

Sem meias palavras e com a ênfase de quem queria ser ouvido, o deputado Hildo Rocha disparou: “Porque o deputado Sérgio Zveiter fez esse relatório? É porque há quarenta anos ele e a família dele trabalham para a Rede Globo de Televisão. Todo mundo está vendo a Rede Globo de Televisão fazendo uma campanha insana contra o presidente da República. É porque teve interesses contrariados. Eu não me surpreendi, porque não foi surpresa para mim o relatório do Sérgio Zveiter. Ele é empregado, juntamente com a família dele, da Rede Globo”.

Hildo Rocha é um político muito experiente, bem articulado, e principalmente bem informado para ter inventado um factóide envolvendo o deputado-relator Sérgio Zveiter, sua família e a Rede Globo. A julgar pelas suas relações com os concessionários da Rede Globo no Maranhão, a começar pela sua líder, a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), a lógica recomendaria que Hildo Rocha fosse o último aliado de Michel Temer a pronunciar o discurso que pronunciou com transmissão ao vivo para todo o País. Portanto, é absolutamente lógico e lícito supor que quando levantou a suspeita de que o deputado-relator Sérgio Zveiter estaria a serviço da Rede Globo contra Michel Temer, Hildo Rocha sabia exatamente o que estava dizendo, e certamente dispondo de argumentos para sustentar o que disse. A começar pelo fato de que a campanha “insana” da Rede Globo contra o presidente Michel Temer é óbvia, escancarada e incontestável. E nesse contexto, é improvável que o pemedebista tenha levantado tal suspeita por um rasgo de irresponsabilidade parlamentar, apenas para fortalecer seu discurso contra o relatório e a favor do presidente da República. Outro deputado até poderia fazer esse jogo, mas Hildo Rocha não o fez. Suas declarações foram muito contundentes, pronunciadas com a ênfase de quem pretendia de fato dar-lhes eco.

É difícil imaginar que o deputado Hildo Rocha estivesse objetivando comprar uma briga sem eira nem beira com a Rede Globo, correndo o risco de ser  transformado em alvo de retaliação e certamente triturado pela máquina global. E não será surpresa se o pemedebista tiver colocado em prática uma estratégia tramada na cúpula do PMDB.

Se não foi trombeteado como deveria por sua gravidade do seu conteúdo, o trecho do discurso em que Hildo Rocha denuncia a armação Sérgio Zveiter/Rede Globo contra o presidente Michel Temer certamente não foi ignorado. Mas chamou atenção o fato de que os telejornais da Rede Globo não registraram as declarações do deputado pemedebista, dando clara impressão de que preferem que elas passem para a História como um mero momento de destempero verbal de Hildo Rocha. Sim, porque com certeza não foi por considerá-las sem importância, mas muito provavelmente por preferir não ratificar o ditado popular segundo o qual “onde a fumaça, há fogo”.

O fato é que o deputado Hildo Rocha foi muito além dos demais parlamentares que criticaram o relatório e o parecer do relator Sérgio Zveiter. E se houvesse alguma seriedade e honestidade de propósito nesse processo, o comando da Comissão deveria dar ao deputado Hildo Rocha pelo menos a oportunidade para que ele pudesse esclarecer melhor essa história. Afinal, é difícil aceitar de cara que ele tenha inventado uma estória ou nada tivesse dito.

 

 





Listar notícias